Órgãos de proteção ao crédito: conheça agora os principais

Você sabe se o seu nome tem alguma restrição de crédito? Descubra neste artigo quais são os órgãos de proteção ao crédito mais importantes do país e como fazer uma consulta do seu CPF em cada um deles.

Além disso, fique por dentro dos seus direitos no caso de uma negativação indevida em qualquer bureau de crédito. Siga a leitura e confira!

buscando informações sobre órgãos de proteção ao crédito

Encontrou uma negativação indevida no seu nome? Você pode receber uma indenização de até R$10 mil reais por danos morais!

O que são os órgãos de proteção ao crédito?

Os órgãos de proteção ao crédito são empresas autorizadas pelo Banco Central a manter bancos de dados com informações financeiras de pessoas físicas e jurídicas.

Dessa forma, cada órgão de proteção ao crédito gerencia um sistema próprio com registros de pagamentos de contas, cartões de crédito, dívidas quitadas e em aberto, empréstimos e financiamentos.

Esses estabelecimentos, que também são conhecidos como birôs de crédito, ainda calculam o score (ou pontuação) de um CPF ou CNPJ, que funciona como uma análise de crédito com base no histórico financeiro.

Caso você tenha uma dívida negativada, pagamentos atrasados ou muitos empréstimos em aberto, os órgãos de proteção ao crédito tendem a diminuir o seu score. Quanto mais baixa a pontuação, maior é o risco de você não cumprir com os seus compromissos financeiros.

A pontuação dos birôs de crédito é uma referência importante para bancos e empresas que fazem concessão de crédito.

Por isso, se a consulta de restrição de CPF tiver um resultado desfavorável para você, é muito provável que os seus pedidos de crédito ou financiamento sejam negados!

Quais são os serviços dos órgãos de proteção ao crédito?

Hoje em dia, os órgãos de proteção ao crédito oferecem diversos tipos de serviços. Inclusive, você pode se beneficiar do acesso ao banco de dados e de outras soluções financeiras. Entenda melhor!

  • Consulta ao CPF grátis: se você quiser saber qual é a situação do seu CPF no mercado, pode fazer uma consulta grátis em cada órgão de proteção ao crédito. Apenas não é possível fazer uma consulta gratuita ao SPC, que cobra pelo serviço.
  • Comprovação de nome limpo: caso você precise, os órgãos de proteção ao crédito emitem um tipo de “certidão negativa”, que comprova a ausência de restrições do seu CPF.
  • Acompanhamento do score: pelo sistema dos órgãos de proteção ao crédito, você consegue monitorar a sua pontuação e entender como melhorar o score para não correr o risco de ter créditos ou financiamentos negados.
  • Negociação de dívidas: alguns órgãos de proteção ao crédito fazem parceria com as empresas credoras para oferecer condições especiais de pagamento das dívidas negativadas.
  • Identificação de uma negativação indevida: com a consulta de dívidas no seu CPF, você consegue descobrir rapidamente se teve o nome negativado indevidamente e agir para buscar seus direitos.

Está com o nome negativado por uma dívida que não é sua?

Exija a remoção do seu CPF dos órgãos de proteção ao crédito e ganhe uma indenização por danos morais!

Quais são os órgãos de proteção ao crédito?

Se você não sabe quantos órgãos de proteção ao crédito existem no Brasil e como fazer para consultar os cadastros de inadimplentes, a partir de agora vamos esclarecer as suas dúvidas.

Atualmente, temos quatro órgãos de proteção ao crédito em atuação no Brasil. Cada um deles tem um sistema próprio e independente, o que significa que você pode ter uma dívida negativada em apenas um ou em mais birôs de crédito. Isso é normal de acontecer!

Portanto, é importante você saber como fazer a consulta do seu CPF em todos os órgãos de proteção ao crédito. Mas não se preocupe porque o processo é simples! A seguir, explicamos os detalhes.

Boa vista SCPC

O Boa Vista SCPC é o nome popular do Serviço Central de Proteção ao Crédito, que oferece informações sobre o histórico financeiro de pessoas físicas e jurídicas, incluindo registros de inadimplência.

Além de disponibilizar dados para empresas que precisam de análise de crédito, o SCPC também oferece soluções financeiras por meio do Boa Vista Consumidor Positivo, como empréstimos, renegociação de dívidas e consulta do Boa Vista Score.

Acesse o passo a passo de como fazer a consulta de CPF no Boa Vista SCPC!

Serasa

A Serasa é um órgão de proteção ao crédito com mais de 50 anos de tradição no Brasil. Além de ter o maior banco de dados da América Latina, a empresa também dispõe de um portfólio variado de serviços, como Serasa Crédito, Serasa Limpa Nome e Serasa Score.

Mas, vamos nos concentrar na pergunta mais recorrente: como saber se meu nome está na Serasa?

É fácil! Você só precisa acessar o site oficial da Serasa, clicar em “consultar meu CPF” e fazer um cadastro rápido com as suas informações pessoais. O serviço é gratuito e você consegue ver se tem alguma dívida negativada ou restrição de crédito.

Descobriu uma negativação indevida na Serasa?

Exija seus direitos e ganhe uma indenização de até R$10 mil!

SPC Brasil

O SPC Brasil é um bureau de crédito com dados registrados pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) de todo o Brasil.

Se você não sabe o que é SPC, a gente explica: a sigla quer dizer Serviço de Proteção ao Crédito. Portanto, tome cuidado para não fazer uma confusão que é bastante comum: a Serasa e o SPC Brasil são órgãos de proteção ao crédito distintos.

Como as informações do SPC são de lojistas, o sistema mostra registros de pagamentos e dívidas no comércio. Essa é, inclusive, a principal diferença do SPC para os demais birôs de crédito.

No site oficial do SPC Brasil, você consegue acessar serviços como consulta de CPF por R$11,90. Ou, se quiser informações mais completas, incluindo seu score SPC, o valor da consulta é R$25,90.

Além disso, se você quer saber como consultar SPC e Serasa ao mesmo tempo, visite a loja do SPC Brasil porque é possível contratar esse serviço.

Quod

O Quod é o mais recente órgão de proteção ao crédito do país, criado em 2019 com dados dos bancos Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander.

Esse birô de crédito surgiu com uma característica específica: fazer um Cadastro Positivo do consumidor, em que a avaliação de crédito considera não apenas as dívidas negativadas, mas também os pagamentos realizados corretamente.

Para ver o seu score Quod, você só precisa acessar o site e fazer um cadastro rápido e gratuito.

O que acontece quando o CPF é negativado?

Se você fizer uma consulta do seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito e descobrir uma dívida negativada, isso deve ser um sinal de alerta. Para evitar um transtorno maior, resolva a situação o mais rápido possível.

Caso o seu nome permaneça nos cadastros de inadimplentes, você pode ter que lidar com várias consequências negativas:

  • Dificuldade para conseguir crédito ou financiamento;
  • Juros mais altos, caso seus pedidos de crédito sejam aprovados;
  • Dificuldade para conseguir liberação de serviços básicos, como água, energia e internet;
  • Sofrimento emocional, com preocupação constante e aumento do nível de estresse.

O que fazer quando o nome está negativado?

Para começar, você precisa se certificar de que a dívida é realmente sua. Se for, entre em contato com a empresa credora para negociar a dívida e fazer um acordo de pagamento. ​

Algumas empresas retiram a dívida dos órgãos de proteção ao crédito após o pagamento da primeira parcela do acordo, outras somente após a quitação total da dívida.

Por lei, após o pagamento total da dívida, o CPF do cliente deve ser removido dos cadastros de inadimplentes em até cinco dias úteis.

Mas, se você não identifica a dívida negativada no seu nome, isso significa que você foi vítima de uma inscrição indevida nos órgãos de proteção ao crédito. Nesse caso, você deve buscar os seus direitos de consumidor!

O que é uma negativação indevida?

A negativação indevida acontece quando o seu CPF está nos cadastros de inadimplentes dos órgãos de proteção ao crédito sem que você realmente tenha uma dívida pendente.

Mas como isso é possível? Em geral, o motivo da negativação indevida é um erro da empresa credora, que não faz a atualização nos registros próprios e nos birôs de crédito. Mas também há casos de nome negativado indevidamente por causa de golpes.

Veja as situações mais comuns de negativação indevida:

Dívida negativada ou acordo já pagos

Já ouviu alguém dizer “paguei a dívida, mas negativaram meu nome indevidamente“? Esse tipo de situação é uma injustiça, mas ocorre com frequência.

Nesses casos, o cliente continua com uma dívida indevida na Serasa, ou em outro órgão de proteção ao crédito, porque o credor não atualizou corretamente os registros após receber o pagamento.

Usaram seu CPF indevidamente

É possível que você tenha o nome sujo indevidamente se alguém contratou um serviço em seu nome sem o seu conhecimento ou consentimento. Isso pode acontecer, por exemplo, em casos de roubo de identidade.

Cancelamento de contrato de serviço

Em algumas situações, você pode descobrir que uma empresa negativou o seu nome indevidamente depois de você ter cancelado um serviço e quitado qualquer dívida pendente.

Nesses casos, a empresa não atualiza as informações de cancelamento e, por isso, o pagamento consta como atrasado, o que pode levar a uma negativação indevida.

Dívida prescrita após 5 anos

Por lei, todas as dívidas têm o prazo de prescrição de cinco anos. Ou seja, se o cliente não fizer o pagamento nesse período, a dívida não pode mais ser cobrada oficialmente. Por isso, qualquer negativação por dívida prescrita é considerada indevida.

O que fazer quando seu nome é negativado indevidamente?

Se você desconfia de que seu nome está negativado indevidamente, existem algumas medidas que você pode tomar para verificar a situação:

  • Consulte seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito.
  • Verifique se há cobranças de dívidas que você não reconhece em seu extrato bancário ou em suas faturas de cartão de crédito.
  • Entre em contato com a empresa credora e solicite informações sobre a dívida, caso você não tenha certeza sobre a origem da negativação.
  • Reúna provas de que você não é responsável pela dívida ou de que já quitou o que devia, como comprovantes de movimentação financeira e qualquer comunicação com a empresa.

Nesses casos, busque seus direitos o mais rápido possível. Você terá o seu nome limpo rapidamente e ainda pode receber uma indenização por danos morais!

Como comprovar a negativação indevida?

Ao se certificar de que teve o nome negativado indevidamente, emita o comprovante de nome negativado no site dos órgãos de proteção ao crédito.

Em seguida, organize algumas provas que demonstram sua relação com a empresa. Confira a lista abaixo:

  • Comprovantes de boletos e faturas pagos.
  • Comprovantes de pagamentos de acordos de dívida (em casos de negativação indevida por acordo de dívidas já pagos).
  • E-mails e mensagens de textos que comprovam cancelamento de serviços (nos casos de negativação indevida por serviço cancelado).

Qual é o valor de danos morais por negativação indevida?

Se você, como consumidor, fez a sua parte e pagou suas contas em dia, então as empresas devem fazer a parte delas e atualizar corretamente os seus cadastros, certo?

Infelizmente, não é sempre assim! Mas, se você está com CPF nos cadastros de inadimplentes por causa de um erro da empresa credora, você pode entrar com uma ação por nome negativado indevidamente e ganhar uma indenização de até R$10 mil.

A indenização por danos morais é possível em duas situações:

  • Você já pagou a sua dívida negativada ou acordo que fez com a empresa.
  • Você nunca teve ou já encerrou seu vínculo com a empresa, não deixando débitos.

Atenção! É importante lembrar que, após o pagamento da dívida, a empresa tem um prazo de cinco dias úteis para tirar seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

Então, se você já teve ou está com o nome negativado indevidamente, não deixe de exigir seus direitos e receber uma indenização justa pelo problema.

indenizacao voo cancelado

Busque seus direitos por negativação indevida nos órgãos de proteção ao crédito!

Com ajuda da Resolvvi, você pode receber até R$10 mil de indenização por uma negativação indevida.

  • Sem riscos e todo mundo sai ganhando
  • Simples, online e sem burocracia
  • Você só paga pelo serviço se ganhar a indenização
  • Acompanhamento do seu caso em tempo real
  • 92% de sucesso e R$ 65 milhões em indenizações

Perguntas frequentes sobre órgãos de proteção ao crédito

Os órgãos de proteção ao crédito são empresas autorizadas pelo Banco Central a manter bancos de dados com informações financeiras de pessoas físicas e jurídicas, o que inclui registros de inadimplência e dívidas negativadas.

Atualmente, existem quatro órgãos de proteção ao crédito em atuação no Brasil: Boa Vista SCPC, Serasa, SPC Brasil e Quod.

Cada órgão de proteção ao crédito tem um sistema próprio e independente, o que significa que você pode ter uma dívida negativada em apenas um deles ou em todos ao mesmo tempo.

A Serasa e o SPC Brasil são órgãos de proteção ao crédito distintos. Como as informações do SPC são de lojistas, o cadastro mostra os registros de pagamentos e dívidas no comércio. Já a Serasa tem dados mais abrangentes.

Em geral, os órgãos de proteção ao crédito oferecem a opção de consulta ao CPF grátis. Você só precisa acessar o site do birô de crédito que deseja consultar e fazer um cadastro rápido com seus dados pessoais. Apenas o SPC Brasil cobra por esse serviço.

Se você tem uma dívida negativada em seu nome, pode ter dificuldade para conseguir liberação de crédito ou precisar pagar taxas de juros mais altas. Além disso, esse tipo de situação gera muito estresse e preocupações.

Para começar, você precisa se certificar de que a dívida é realmente sua. Se for, entre em contato com a empresa credora para negociar a dívida e fazer um acordo de pagamento.

Mas, se você não identifica a dívida negativada no seu nome, isso significa que você foi vítima de uma inscrição indevida nos órgãos de proteção ao crédito. Nesse caso, você deve buscar os seus direitos!

Por lei, após o pagamento total da dívida, o CPF do cliente deve ser removido dos cadastros de inadimplentes em até cinco dias úteis.

Primeiramente, emita o comprovante de nome negativado no site dos órgãos de proteção ao crédito. Depois, reúna comprovantes de boletos e faturas pagos (inclusive de acordos, se for o caso) e e-mails ou mensagens de textos que comprovem o cancelamento de serviços (se for uma situação de serviço cancelado).

Se você for vítima de uma negativação indevida, pode ganhar uma indenização por danos morais de até R$10 mil. Conte com a ajuda da Resolvvi para buscar seus direitos!