seja-um-afiliado

Só ganhamos se você ganhar!

Entenda como buscamos os seus direitos de uma forma em que você não tem absolutamente nada a perder.

A Resolvvi existe para revolucionar a maneira que você busca seus direitos como consumidor.

Toda a sua experiência é 100% online, sem precisar passar por burocracias e audiências. Com a gente, você pode relaxar e deixar nossos especialistas cuidarem de todo o juridiquês.

E a melhor parte é que você só paga se ganhar. Quer saber como isso funciona na prática?

Quanto e quando vou pagar?

Você com certeza deve estar se perguntando o que significa “você só paga se ganhar”.

Isso quer dizer que você só será cobrado quando receber o valor da sua indenização, após a finalização do caso com a empresa.

Ou seja, você só paga a nossa taxa de serviço (30% do valor da indenização) ao receber a sua indenização. Se não ganhar, a Resolvvi arca com todos os custos envolvidos e você não paga nada. Você não tem nada a perder!

Nossa segurança em garantir que você não tenha custos iniciais se baseia em nosso sucesso, já que vencemos mais de 98% dos casos desde que começamos, ajudamos mais de 5.000 passageiros a buscar seus direitos, arrecadando mais de 8 milhões de reais para nossos clientes.
Após a qualificação do seu pedido, ou seja, após o seu caso ser analisado e entendermos que você tem direito a uma indenização, nosso time de especialistas vai se encarregar de tudo.

Agora, seu único trabalho é checar sua caixa de e-mail para conferir as atualizações e o andamento do caso.

E, afinal, quanto vou pagar?

Para contar com serviço da Resolvvi, o passageiro irá pagar 30% do valor da indenização recebida. Por exemplo, caso o valor da indenização seja de R$ 1000, o passageiro que contar com a ajuda da Resolvvi receberá R$ 700, referente aos seus 70% da indenização, e a Resolvvi R$ 300.

Porém, como já dissemos, esse valor somente será pago quando o consumidor, de fato, receber a indenização.

Esse pagamento é feito através de um boleto bancário online, emitido na plataforma ASAAS

Porém, pode acontecer da empresa aérea oferecer o valor da indenização através de um voucher para viagens futuras. Nesse caso, o cliente que aceitar essa forma de acordo também deverá pagar os 30% referente ao serviço, calculado a partir do valor do voucher.

Eu pago se não ganhar?

Você também pode estar se perguntando o que acontece se a justiça determinar que seu caso não vai receber uma indenização.

Apesar de termos sucesso em mais de 98% de nossos casos, existem alguns motivos que fazem um caso não sair vitorioso. Apesar de ser um número pequeno, pode acontecer.

No entanto, em situações assim, o passageiro pode ficar tranquilo! Caso haja a negativa do pedido de indenização, a Resolvvi arcará com todos os custos envolvidos e o passageiro não pagará nada.

Posso desistir do processo?

É importante saber que o consumidor que decidir contar com a Resolvvi para buscar seus direitos pode desistir quando quiser e em qualquer fase do seu pedido de indenização.

Porém, a desistência só é sem custos para o cliente até a fase de tentativa de acordo com a empresa.

Isso acontece porque, a partir do momento que a empresa optar por não estabelecer um acordo com o consumidor, a Resolvvi poderá seguir em via judicial.

A partir daí, o passageiro será informado imediatamente dos próximos passos e poderá desistir ou não do processo.

Importante lembrar que será possível acompanhar o andamento do processo também através do portal da justiça, clicando aqui.

Lembre-se que, mesmo nesse caso, o serviço da Resolvvi permanece o mesmo: sem audiências e de forma 100% online, onde você recebe todas as atualizações e novidades do andamento do seu pedido de indenização por e-mail.

No entanto, se o passageiro tomar a decisão de desistir após essa fase, quando já entramos em vias judiciais, a Resolvvi poderá solicitar o reembolso dos gastos feitos para abertura do pedido de indenização na justiça.

Importante lembrar que todas essas informações estão disponíveis no contrato assinado ao escolher a Resolvvi para te ajudar com seu problema. Mas, caso não tenha ficado claro, nosso time de especialistas pode tirar toda e qualquer dúvida quando você precisar. 

Porém, recomendamos que, se for possível, antes de tomar essa decisão, entre em contato com nosso time de especialistas através do e-mail atendimento@resolvvi.com para entendermos o motivo e explicarmos todas as suas dúvidas.

Nós estaremos totalmente abertos a conversar e melhorar no que for preciso. Para a Resolvvi, oferecer uma experiência incrível é fundamental.

Como vou receber minha indenização?

Agora que você já sabe o que significa “você só paga se ganhar”, deve também querer saber como vai receber o valor da indenização.

Com a Resolvvi, você pode receber o valor da sua indenização diretamente na sua conta bancária. Isso acontece nos casos em que conseguimos acordo com a empresa, ou seja, quando não foi necessário seguir em vias judiciais.

Porém, nos pedidos de indenização em que precisamos recorrer à justiça, o valor normalmente é depositado na conta da Resolvvi. Nesses casos, nós temos um prazo de até 48h para informar o cliente, solicitar os dados bancários e realizar a transferência do valor.

Lembrando que, nesse contexto, a Resolvvi irá realizar o repasse do valor já subtraindo a taxa de serviço de 30%, referente aos serviços prestados ao passageiro.

Não esqueça que, com a Resolvvi, é possível resolver seu problema com voo sem sair de casa, de forma 100% online. E isso significa não ter que ir para audiências!

Quando a empresa sinalizar que o dinheiro será depositado, a Resolvvi enviará um boleto referente aos 30% do valor da indenização. Esse boleto terá o vencimento para o dia final que a empresa tem para pagar o que foi determinado.

Logo, o boleto poderá ser pago até a data limite. Porém, caso a empresa não realize o pagamento da indenização, o passageiro deve nos comunicar imediatamente.

Nesse caso, iremos entrar em contato com a empresa para verificar o que aconteceu.

Lembre-se, só realize o pagamento quando a empresa cumprir com o que foi acordado, certo?!

Quanto e quando vou receber?

O valor da sua indenização pode variar de caso para caso. Ou seja, vai depender da gravidade do transtorno sofrido.

Porém, o seu caso pode ter mais chances de receber uma indenização satisfatória se tiver mais provas.

No caso de problemas de voo, as provas vão desde o seu cartão de embarque ou print do e-mail de confirmação da compra da passagem aérea, até mesmo trocas de e-mail com a companhia aérea, fotos na fila do aeroporto, conversas de WhatsApp avisando do atraso para alguém, dentre outras.

Quer saber como conseguir as provas necessárias para comprovar seu problema com voo? Basta baixar nosso Guia de provas! É só clicar aqui.

Como foi dito, a gravidade do dano causado pelo problema com voo pode aumentar o valor da sua indenização. Quando um voo cancelado ou atrasado te faz perder um compromisso inadiável, por exemplo.

Portanto, cada caso é muito específico, bem como as decisões judiciais. Lembre-se que o  valor da sua indenização está diretamente ligado à qualidade das provas que você apresentar.

E quando vou receber?

A duração do seu pedido de indenização também pode variar de acordo com uma série de fatores, que estão ligados principalmente à justiça brasileira.

Porém, tudo que depende da Resolvvi, desde a análise do caso, a preparação do pedido, a comunicação com a companhia aérea e a justiça, além da comunicação com o cliente e demais passos da operação, é realizado com máxima rapidez. Isso é possível por conta de toda a tecnologia envolvida em nossa operação.

Em média, um pedido de indenização pode levar 7 meses na justiça brasileira, porém, como já foi dito, esse tempo pode variar, sendo mais lento ou mais rápido. Isso fica a depender tanto da companhia aérea como da secretaria judicial.

Caso você fique em dúvida sobre quanto pode receber, entre em contato com nossos especialistas através do nosso e-mail de atendimento (atendimento@resolvvi.com), que vamos esclarecer todos os seus questionamentos.

O valor da minha indenização é tributável?

Você sabe se o valor da sua indenização deve ser tributado no Imposto de Renda?

Não se preocupe, nós vamos te ajudar a esclarecer essa dúvida, que inclusive é muito comum entre clientes da Resolvvi.

Indenizações fruto de ação judicial não são consideradas como rendimento tributável. Logo, o valor da sua indenização, quando declarado no IR, será categorizado como “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, na linha 15.

Se você quiser saber em detalhes sobre como uma indenização por danos morais deve estar declarada no seu Imposto de Renda, não deixe de conferir o conteúdo do Blog da Resolvvi, clicando aqui.

Ainda tem alguma dúvida sobre como a Resolvvi funciona? Não se preocupe, nós vamos te ajudar. Você pode entrar em contato através do chat ou mandar um email para a gente pelo endereço atendimento@resolvvi.com.